"Sobrevivi ao 11 de setembro" é o documentário que o canal BIO emite às 22h20 de terça-feira, 11 de setembro. Neste dia, mas há 11 anos, o mundo mudou com o ataque às Torres Gémeas, em Nova Iorque, nos EUA, que deixaria ecos até aos dias de hoje.

O documentário é uma produção própria, na qual um cidadão português e três espanhóis relatam como viveram os trágicos atentados de há 11 anos atrás.

Luis Rojas Marcos, nascido em Sevilha, psiquiatra, autor famoso e presidente executivo do Sistema de Saúde e Hospitais Públicos de Nova Iorque, conta como se encontrava no World Trade Center quando a primeira torre caiu. "Ninguém melhor que ele para relatar-nos, na sua condição de psiquiatra e devido ao cargo que ocupava, o impacto que os atentados tiveram na cidadania", considera o canal por cabo.

Já Javier Ortega, cozinheiro de Donostia que vivia em frente às Torres Gémas, fala sobre aquele dia e da difícil época posterior. Por sua vez, José Salgado, emigrado nos Estados Unidos desde os quatro anos de idade, trabalhava no World Trade Center e conseguiu salvar-se, fugindo pelas escadas, apesar de alguns dos seus colegas terem morrido pelo caminho.

Por último, Joaquim Silva, um carpinteiro português, encontrava-se nas Torres Gémeas no momento do impacto. "Todos eles, como outras pessoas que estavam em Nova Iorque naquele dia, felizmente sobreviveram ao 11 de setembro", acrescenta o BIO, e contam agora a sua experiência do do maior atentado terrorista da história.

Quase 3 mil mortos e mais de 6 mil feridos foi o balanço oficial de vítimas desse trágico dia.

Foto: Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.