Realizou-se no domingo à noite em Nova Iorque a cerimónia dos prémios Tony, mas no dia seguinte o rescaldo não anda à volta do palmarés do melhor que se faz no teatro nos EUA.

Antes de apresentar uma atuação de Bruce Springsteen (que recebeu um prémio especial por um espetáculo na Broadway), as primeiras palavras em palco de Robert De Niro foram "Vou dizer uma coisa: o Trump que se f***"".

Um feroz opositor do atual presidente norte-americano, o lendário ator levantou a seguir os braços em desafio ao mesmo tempo que o público se colocou de pé a aplaudi-lo.

"Já não é abaixo o Trump. É o Trump que se f***", acrescentou visivelmente revoltado, o que foi recebido ainda com mais entusiasmo no Radio City Music Hall, em Nova Iorque.

Só que os espectadores em casa tiveram de "adivinhar" o que se estava a passar e a razão para tanto entusiasmo porque a CBS apagou essas palavras.

Tony Awards: Harry Potter, "Anjos na América" e palavrão de Robert De Niro dominam cerimónia
Tony Awards: Harry Potter, "Anjos na América" e palavrão de Robert De Niro dominam cerimónia
Ver artigo

"Escaldados" com momentos polémicos no passado, os canais nos EUA transmitem todos os eventos "ao vivo" com um atraso de alguns segundos, o que permite ao responsável pela monotorização da emissão cortar o som em momentos mais complicados.

Isto acontece porque a Comissão Federal de Comunicações monitoriza as emissões entre as seis da manhã e as 10 da noite nos principais canais americanos. A ameaça da aplicação de multas e a perda de anunciantes em casos de incumprimentos como os palavrões levou à decisão de atrasar de cinco segundos ou mais a transmissão de programas ao vivo.

No caso dos prémios Tony, foram 10 segundos que acabaram por se tornar muito úteis.

Apesar disso, a CBS preveniu-se com um comunicado logo a seguir em que confirma que De Niro se afastou do texto que lhe tinha sido escrito.

"Os comentários do Sr. De Niro não estavam no alinhamento e foram inesperados. A linguagem ofensiva foi apagada da transmissão."

Fora dos EUA, alguns espectadores tiveram direito ao momento sem cortes, que foi o que se tornou viral.

VEJA A INTRODUÇÃO SEM O CORTE DO SOM.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.