Numa entrevista em abril, Howard Stern e Charlize Theron falaram do assédio sexual sofrido pela atriz numa audição no início da sua carreira, em 1994, quando ingenuamente aceitou ir à casa de um famoso produtor de Hollywood num sábado à noite e este a recebeu de pijama e lhe colocou a mão no joelho. Sem saber como reagir, pediu desculpa e saiu.

Oito anos mais tarde, já com uma carreira sólida, teve oportunidade de o confrontar com o que aconteceu num outro encontro profissional, mas este desconversou e ela percebeu que não foi caso único.

Um produtor de pijama: Charlize Theron recorda a primeira audição assustadora em Hollywood
Um produtor de pijama: Charlize Theron recorda a primeira audição assustadora em Hollywood
Ver artigo

A entrevista causou impacto e surpresa porque, mesmo na era do #MeToo, a atriz não revelou de quem se tratava e parecia ainda estar a protegê-lo.

O tema voltou a ser abordado numa longa entrevista com ao NPR e teve duas revelações: tratou-se, afinal, de um realizador famoso e a sua identidade só permanece anónima porque foi removida mais do que uma vez das entrevistas que deu em que surgiu a pergunta sobre o assédio sexual em Hollywood.

"Na verdade, revelei o nome dele. Não sabem disso porque sempre que revelei o seu nome, o jornalista tomou a decisão de não o escrever e isso mostra como este problema é profundamente sistémico", explicou.

"Portanto, a história é pública e estranhamente, quando saiu a do Harvey Weinstein, fui pesquisar a minha 'on line' pela primeira vez  e apareceu por todo o lado [...] e em lado nenhum se podia encontrar o nome deste tipo. E para mim, isso foi profundamente perturbador", recordou.

Charlize Theron gostaria de repetir o nome do realizador, mas assume estar dividida porque sabe que iria desviar completamente a atenção do novo filme, "Bombshell", em que a história anda à volta das mulheres que acusaram de assédio sexual Roger Ailes, o poderoso presidente do canal FOX News.

Mas  ficou a promessa: "Acho que haverá uma altura e um local em que, sem dúvida, irei partilhar isto. Sempre fui honesta sobre o que aconteceu. Não tenho vontade de o proteger, mas também não quero que ele ofusque o filme neste momento. Portanto, haverá a altura certa em que falarei outra vez sobre isto e sim, irei dizer o seu nome."

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.