Em 1752, a família Collins navegou da Inglaterra para a América do Norte, onde o filho, Barnabas, faz vida de playboy milionário em Collinsport, Maine, e é o senhor da Mansão Collinwood. Quando ele parte o coração de uma feiticeira, Angelique Bouchard, ela transforma-o num vampiro e enterra-o vivo. Em 1972, Barnabas é acidentalmente solto do seu caixão, regressa à vida e reencontra a sua mansão, anteriormente magnífica, completamente em ruínas. Ainda por cima, ela é ocupada pelos descendentes da família, bastante disfuncionais e todos eles com segredos.

«Dark Shadows» é uma série televisiva que gerou um certo fenómeno de culto nos EUA, e que agora Tim Burton adaptou ao cinema. Exibida entre 1966 e 1971, cinco dias por semana (num registo semelhante ao das telenovelas, mas invulgar nos EUA), tinha muito elementos de terror gótico, com cenários espetaculares, argumentos imaginativos e a presença de vampiros, lobisomens, monstros, feiticeiros e viagens no tempo.

A série, criada por
Dan Curtis, conquistou inúmeros fãs, e dois dos mais ardentes foram, sem surpresa,
Tim Burton e
Johnny Depp, confessando este último uma imensa obsessão na infância em tornar-se a personagem mais célebre de «Dark Shadows», o vampiro Barnabas Collins. Não surpreende por isso que seja esse o papel que lhe cabe na adaptação cinematográfica e que Depp tenha já considerado que este projeto, para si, «o sonho de uma vida inteira».

Com Depp contracena um leque de intérpretes de luxo:
Eva Green,
Michelle Pfeiffer,
Jonny Lee Miller,
Chloë Moretz,
Jackie Earle Haley,
Christopher Lee e a indispensável
Helena Bonham Carter. Alice Cooper deverá também ter um «cameo» no filme.

«Dark Shadows» tem estreia norte-americana agendada para 11 de maio, chegando a Portugal um dia antes, a 10 de maio.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.