O herói mais desbocado da Marvel demorou 11 anos a chegar ao grande ecrã como deve ser, mas a espera está a compensar em grande: "Deadpool" continua a ser uma saga de improvável sucesso na sua segunda semana de exibição.

No segundo fim de semana, foram mais 55 milhões nos EUA e Canadá e 85 milhões no resto do mundo: o filme com Ryan Reynolds já fez 497 milhões de dólares a nível global e as receitas dividem-se sensivelmente a meio entre os dos mercados.

Depois da estreia à volta do Dia dos Namorados em 61 países, incluindo Portugal, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Rússia, Austrália, Taiwan, Brasil e Filipinas, "Deadpool" chegou agora a mais 17, incluindo a Coreia do Sul, Espanha e Itália.

Em exibição em 78 mercados, apenas não foi o número um na estreia nas bilheteiras na Polónia, onde os espectadores optaram pela comédia romântica “Planeta Singli”, realizado por Mitja Okorn, uma das maiores estrelas do país.

Nada que perturbe o estúdio FOX, embora o chefe pela distribuição internacional tenha dito que o país entrou "na lista dos mal comportados" depois de ter estragado o que de outra forma seria uma estreia internacional perfeita.

Proibido na China por causa da sua linguagem e violência, o único grande mercado que "Deadpool" tem para conquistar é o Japão, mas só a partir de 3 de junho.

Veja o trailer de "Deadpool".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.