Filmes de Carlos Conceição e João Botelho e uma animação luso-espanhola, que assinala os 500 anos da viagem de circum-navegação, fazem parte do Festival de Cinema Europeu de Sevilha, previsto para novembro, em Espanha.

A 17.ª edição começa no dia 6, terá sessões em sala e competição oficial, em respeito tanto pelo público como pelos profissionais de cinema, apesar do contexto de pandemia, afirmou hoje (30) o diretor do festival, José Luís Cienfuegos, na apresentação do festival.

Fora de competição, será estreado o filme "El viaje más largo", de Manuel H. Martín, um documentário em animação que retrata os 500 anos da primeira viagem completa à volta do mundo, protagonizada pelos navegadores Fernão de Magalhães e Juan Sebástian Elcano.

O filme conta com coprodução da produtora portuguesa SPI.

Também fora de competição, em Sevilha, será exibido "O ano da morte de Ricardo Reis", de João Botelho, a partir do romance homónimo de José Saramago, já estreado nos cinemas portugueses.

Na secção "Revoluções permanentes" estará o filme "Um fio de baba escarlate", média-metragem de Carlos Conceição, que faz a estreia internacional em competição depois de ter estado no festival Curtas de Vila do Conde.

O Festival de Cinema Europeu de Sevilha decorrerá de 06 a 14 de novembro, abrindo com "Ondina", de Christian Petzold.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.