O festival suíço de cinema Visions du Réel começa hoje e, pela primeira vez, em versão 'online', por causa da pandemia da covid-19, contando na programação com dois filmes portugueses, de Cláudia Varejão e Laura Marques.

A 51.ª edição do festival deveria decorrer em Nyon, entre 17 de abril e 02 de maio, mas a organização decidiu reajustar a programação para poder existir, de forma inédita, apenas na Internet.

Na competição estão duas obras portuguesas, ambas em estreia, de duas realizadoras que já estiveram antes no festival: “Amor Fati”, de Cláudia Varejão, na secção de longas-metragens, e “Would you rather”, de Laura Marques, nas curtas-metragens.

“Este filme é um atlas de histórias e emoções que expressam o meu sentimento pela humanidade e que tende a engrandecer diante da nossa vulnerabilidade, diante da morte”, afirma Cláudia Varejão na nota de intenções.

O documentário regista pedaços de “histórias de amores inabaláveis que se expressavam, à primeira vista, em fisionomias semelhantes”, por exemplo, entre duas gémeas, entre uma mãe e um filho, entre um homem e o seu cavalo.

Cláudia Varejão volta ao Visions du Réel depois de lá ter estreado o filme anterior, “Aman san” (2017).

Segundo a produtora Terratreme, o filme poderá ser visionado na página do festival, mas apenas em território suíço. Não tem ainda data de estreia em sala.

Laura Marques estreará no festival a curta “Would you rather”, rodada na Roménia, com a participação de habitantes da localidade de Slon, e que se constrói a partir de uma “sucessão de dilemas” em busca de respostas, explicou a realizadora num vídeo divulgado pelo Visions du Réel.

O festival, que prestará ainda homenagem à cineasta francesa Claire Denis, termina no dia 02 de maio.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.