Louis Garrel foi escolhido para ser Alfred Dreyfus em "J'accuse", que será o próximo filme de Roman Polanski.

O ator de 35 anos junta-se a Jean Dujardin, cuja participação já tinha sido avançada.

Há vários anos que o realizador francês de origem polaca tentava avançar com o projeto que irá levar o célebre o caso Dreyfus novamente ao grande ecrã. "J'accuse" será um "thriller" com a espionagem como pano de fundo e tem como base o livro de 2014 "An Officer and a Spy", do inglês Robert Harris.

O título do filme coincide com o artigo do escritor Emile Zola publicado no " L’Aurore" a 13 de janeiro de 1898 em defesa do capitão Alfred Dreyfus, acusado injustamente de espionagem no final do século XIX, num processo com fortes tons antissemitas que dividiu a sociedade francesa durante muitos anos.

Para Garrel, está será finalmente a oportunidade de trabalhar com o realizador de 85 anos, depois da oportunidade perdida em 2013 quando foi substituído em cima da hora por Mathieu Amalric em "Vénus de Vison".

Jean Dujardin será Georges Picquart, o general que fez de tudo para provar a inocência do capitão e acabará por descobrir que as provas tinham sido forjadas, arriscando a carreira e a vida para descobrir os culpados.

No elenco estão ainda Emmanuelle Seigner, esposa de Polanski, bem como Olivier Gourmet, Melvil Poupaud e Mathieu Amalric.

Várias vezes adiado, a rodagem está agora prevista para decorrer entre 26 de novembro e março de 2019, com a estreia em cinema marcada para 4 de dezembro do mesmo ano.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.