Um artista de Efeitos Visuais de Hollywood revelou que abandonou a indústria por causa das condições abusivas de trabalho das produções da Marvel.

Dhruv Govil refletiu sobre a sua experiência ao partilhar um artigo da The Gamer sobre denuncias anónimas de trabalhadores da área dos efeitos visuais na rede social Reddit sobre o trabalho com o estúdio, que envolve excesso de trabalho e prazos irrealistas.

"Trabalhar em produções da Marvel foi o que me empurrou para deixar a indústria dos efeitos visuais. São um cliente horrível, e vi demasiados colegas terem esgotamentos por causa do trabalho excessivo, enquanto a Marvel aperta cada vez mais os cordões à bolsa", comentou este artista no Twitter, que segundo a base de dados IMDb trabalhou em duas produções da Marvel, "Guardiões da Galáxia" (2014) e "Homem-Aranha: Regresso a Casa" (2017), o segundo uma co-produção com a Sony.

Noutra mensagem, Govil acrescenta que este é um problema desde os primeiros dias do Universo Cinematográfico Marvel e não o resultado da recente mudança de gestão promovida pelo executivo Bob Chapek na Disney.

"O problema é que a Marvel é demasiado grande e pode exigir o que quiser. É um relacionamento tóxico", acrescentou o antigo artista, que no cinema de super-heróis também teve créditos em "O Fantástico Homem-Aranha 2: O Poder de Electro (2014) e "Esquadrão Suicida" (2016).

Respondendo às reações dos seguidores, Govil acrescentou que "algumas pessoas continuam a dizer que os Efeitos Visuais não são um emprego, etc., e que o dinheiro é bom, portanto não é um problema; toda a gente merece melhores condições de trabalho independentemente daquilo que fazem".

O artigo original da The Gamer aborda as denúncias de outros artistas de efeitos visuais que trabalham em estúdios do sector sobre a relação com Marvel, que começou com a discussão aberta por um utilizador da Reddit intitulada "Estou sinceramente doente e cansado de trabalhar nas produções da Marvel".

"A Marvel provavelmente tem a pior metodologia de produção e gestão de efeitos visuais que existe. Nunca conseguem corrigir o aspeto de uma produção antes de estar gasto mais de metade do tempo destinado para a sua conclusão. Os artistas a trabalhar nas produções da Marvel não são definitivamente pagos o equivalente à quantidade de trabalho que realizam. O encanto de trabalhar num filme da Marvel está agora demasiado sobrevalorizado e acho que preferia estar feliz a trabalhar numa série de TV após décadas e décadas disto. Desculpem, mas precisava desabafar isto", escreveu a 10 de maio o utilizador "u/Independent-Ad419".

Seguiram-se os relatos de muitas más experiências, muitas relacionadas com novos pedidos de sequências completas a poucas semanas da data-limite.

"Peço para não trabalhar em filmes e séries de TV [da Marvel]. Infelizmente, eles estão a tornar-se o nosso maior cliente. Eles esperam uma variedade de opções para que possam mudar de ideia mais três vezes", escreveu um dos artistas.

Um artista de Efeitos Visuais descreveu os seus quase três anos seguidos a trabalhar com os estúdios Marvel como "o sétimo nível do inferno", enquanto outro descreve a experiência como "um buraco negro de privação de sono e má alimentação".

Uma das mensagens mais apoiadas desenvolver parte da "pior metodologia de produção e gestão de efeitos visuais".

"Marvel: 'Approved'.

Também a Marvel: 'Vamos redesenhar o figurino aprovado. Por favor, não concluam quais cenas com ele, e todas as outras cenas estão em espera. Sabemos que o prazo final do trailer é na próxima segunda-feira, portanto tentaremos ter um novo design aprovado até esta sexta-feira.

Estúdio de Efeitos Visuais: "'Aprovado'. Vocês continuam a usar esta palavra. Acho que não significa o que vocês acham que significa".

Outros relatos negativos surgiram num outro fórum Reddit iniciado a 2 de abril, "Remorsos Marvel", quando um artista lamentou ter recusado a proposta de trabalhar com um estúdio de Efeitos Visuais que trabalha bastante com a Marvel: nas respostas, os seus colegas garantiram-lhe que não era uma grande perda.

Govil também completou que este não é um problema recente da Marvel, e nem incentivado pela gestão de Bob Chapek na Disney: "O problema é que a Marvel é grande demais. Eles podem exigir o que quiserem, e as empresas de efeitos precisam aceitar o trabalho. É um relacionamento tóxico".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.