Julie Andrews foi bastante desprendida em relação ao filme "O Regresso de Mary Poppins".

O filme é a sequela de "Mary Poppins", o clássico da Disney de 1964 que tornou a tornou uma estrela de cinema e ainda lhe valeu o único Óscar da carreira, um ano antes de "Música no Coração".

O papel da adorável ama que desce pelos céus para mudar a vida da família Banks está agora a cargo de Emily Blunt e ao contrário do colega Dick Van Dyke, que regressa com uma nova personagem, a lendária atriz recusou a possibilidade de fazer uma aparição simbólica no novo filme.

"Ela disse imediatamente que não", revelou o realizador Rob Marshall na passadeira vermelha antes da antestreia, explicando que Julie Andrews indicou claramente que se tratava do projeto de Emily Blunt e que ela devia liderá-lo sem a ter por perto a desviar as atenções.

Noutra ocasião, Emily Blunt já dera conta deste desprendimento à Variety, esclarecendo que Andrews foi muito generosa no apoio ao projeto, mas disse ao realizador que se tratava de uma nova versão da personagem e não queria aparecer de repente e quebrar essa ilusão, levando os espectadores a dizer "ah, está ali a verdadeira Mary Poppins".

"O Regresso de Mary Poppins" estreia a 20 de dezembro em Portugal.

TRAILER.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.