Em março de 2005, Matthew Vaughn foi contratado pelo estúdio 20th Century Fox para ser o realizador de "X-Men 3: O Confronto Final" (2006), o terceiro filme da saga, sucedendo a Bryan Singer.

O realizador, que acabara de fazer o aclamado 'thriller' "Layer Cake" com Daniel Craig, ainda escolheu alguns dos novos atores do elenco, mas abandonou o projeto no final de maio, oficialmente por "questões de agenda" e pessoais, a pouco mais de um mês do início da rodagem.

Mais de 18 anos depois, o próprio revelou que uma das verdadeiras causas foi a descoberta de um plano do estúdio para enganar Halle Berry com um argumento falso por ainda não ter assinado contrato para regressar como Storm.

"Uma das principais razões para ter desistido do 'X-Men 3' e isto é uma história verdadeira, é que fui ao escritório de um executivo e vi um argumento 'X3'. Era muito mais gordo. Perguntei: ‘Que versão é esta?’. Eles ficaram do género 'Não te preocupes com isso'", recordou o realizador durante a Comic-Con Nova Iorque no fim de semana.

Matthew Vaughn na Comic Con Nova Iorque a 14 de outubro

Matthew Vaughn acrescentou que agarrou no argumento e abriu a primeira página, que dizia: "África. Crianças a morrer por falta de água, e a Storm cria uma tempestade para salvar todas aquelas crianças’”.

"Achei que era uma ideia bastante gira", contou.

Ao perguntar aos seus interlocutores o que era aquilo que estava a ver, a resposta foi desconcertante: "Este é o argumento da Halle Berry, porque ela ainda não assinou. Isto é o que ela quer que seja. E assim que ela assinar, vamos atirá-lo para o caixote do lixo".

"Fiquei a pensar, 'Se vocês vão fazer isto à vencedora de um Óscar que interpreta a Storm, desisto'", concluiu.

Para o substituir, a Fox escolheu em menos de uma semana Brett Ratner, o realizador das comédias de ação "Hora de Ponta" e Halle Berry acabou mesmo por regressar e teve um papel mais proeminente do que nos filmes anteriores, mas as cenas em África... não chegaram à versão final.

A história acaba por ter um desfecho feliz: Matthew Vaughn teve a oportunidade de regressar para dirigir "X-Men: O Início" (2011), sem Halle Berry, mas com James McAvoy, Michael Fassbender e Jennifer Lawrence., que relançou a saga depois da desilusão comercial e artística com "O Confronto Final".

Já Halle Berry acabaria por finalmente trabalhar às ordens do realizador em "Kingsman: O Círculo Dourado" (2017).

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.