A grande estrela de Bollywood Salman Khan foi condenada esta quinta-feira a cinco anos de prisão por ter matado antílopes protegidos durante uma caça em 1998.

Com base na lei de proteção da fauna selvagem, um tribunal do estado de Rajasthan condenou aquele que é um dos grandes nomes da indústria cinematográfica indiana por ter caçado dois antílopes raros, anunciou o procurador Mahipal Bishnoi.

O ator de 52 anos,  uma das 100 celebridades mais bem pagas do mundo em 2017, também foi condenado a pagar uma multa de 10.000 rúpias (122 euros).

Este era o quarto processo por causa da caça contra Salman Khan, que tinha sido absolvido nos anteriores.

Com mais de uma centena de filmes na carreira, nomeadamente "blockbusters" de ação como "Dabangg" (2010), "Ready" (2011), Bodyguard (2011) e "Ek Tha Tiger" (2012), este não é o primeiro escândalo que envolve o nome de Salman Khan, idolatrado por milhões de pessoas na Índia: em dezembro de 2015 foi absolvido de um caso de atropelamento com fuga em 2002 em que um sem abrigo morreu e outros quatro ficaram feridos. Alegadamente, isso aconteceu quando foram atingidos pelo seu carro quando dormiam numa rua de Bombaim.

Centenas de polícias foram mobilizados nas proximidades do tribunal de Jodhpur para controlar os fãs.

Outros quatro atores de Bollywood - Ali Khan, Sonali Bendre, Tabu e Neelam Kothari - que participaram na caça, organizada à margem da rodagem de "Hum Saath-Saath Hain: We Stand United", foram absolvidos por falta de provas.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.