Há mais uma complicação criativa no Universo Cinematográfico DC Comics.

Após ter feito participações simbólicas em "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" e "Esquadrão Suicida", Ezra Miller deu uma ideia mais concreta do que pode ser o seu Barry Allen e o The Flash em "Liga da Justiça".

A etapa seguinte é um filme como protagonista, mas há quase um ano que o projeto está a marcar passo por causa de "diferenças criativas".

Segundo o The Hollywood Reporter, John Francis Daley (conhecido pela série "Ossos") e Jonathan Goldstein são os realizadores do projeto e estão a seguir o mesmo espírito cómico que usaram para "Homem-Aranha: Regresso a Casa" e "Noite de Jogo".

Esse tom também é o preferido pelo estúdio Warner Bros, que teve bons resultados com "Aquaman" e pensa ter outro sucesso igual nas mãos com o ainda inédito "Shazam!".

Já Ezra Miller quer algo mais sombrio e as partes tentam entender-se desde maio.

Agora, o ator não gostou do argumento que leu e não foi de modas: decidiu escrever outro com o prestigiado autor de banda desenhada Grant Morrison ("The Multiversity").

O estúdio aceitou contratar os dois para a nova abordagem e o argumento pode ser já apresentado esta semana.

A forma como for recebido poderá ser decisiva para saber se Ezra Miller continuará no mundo dos super-heróis.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.