A passagem que envolve Christian Grey (Jamie Dornan), Anastasia Steele (Dakota Johnson), um tampão e uma cena de sexo na casa de banho em «As Cinquenta Sombras de Grey», o primeiro livro da trilogia de E.L. James, não está presente na adaptação cinematográfica.

Em entrevista à publicação Variety, a realizadora Sam Taylor-Johnson revela que a sequência, é uma das mais polémicas e comentadas, «nem sequer foi discutida».

A notícia foi recebida com alívio por alguns fãs, que elogiam o facto de o filme optar por ser elegante, mas também com decepção por parte de outros, que questionam como é possível fazer «As Cinquenta Sombras de Grey» sem esse momento.

O produtor do filme, Michael De Luca, defendeu a decisão: «O livro precisava de colocar o leitor na perspetiva de Ana para que a experiência funcionasse. Existe muita coisa literal. O filme não precisa de fazer isso. São meios completamente diferentes».

A escritora, e também produtora E.L. James também apoiou a alteração, bem como a suavização de partes da sua obra: ««As Cinquenta Sombras de Grey» é, acima de tudo, um romance, e o aspeto sexual representa apenas parte disso. Quem não leu os livros pode ficar desiludido com a quantidade de cenas quentes no ecrã, mas isso é porque acompanharam apenas o impacto mediático da obra. Tenho certeza que os milhões de fãs que leram a trilogia ficarão satisfeitos».

O produtor comentou ainda que a sequência de sexo mais intensa do filme é a do último encontro entre as personagens principais no final do primeiro livro.

«As Cinquenta Sombras de Grey» tem estreia marcada para 12 de fevereiro, sendo a estreia mundial um dia antes durante o 65º Festival de Berlim.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.