Austin Butler foi o escolhido para representar Elvis Presley no cinema, revelou o Deadline Hollywood.

O ator e cantor (e namorado de Vanessa Hudgens), que entrou na série "The Shannara Chronicles" e no filme "Os Mortos Não Morrem", era o menos conhecido dos cinco finalistas para o novo projeto do realizador Baz Luhrmann, o mesmo de "Moulin Rouge". Tem ainda um papel em "Era Uma Vez em... Hollywood", de Tarantino, que chega aos cinemas a 8 de agosto.

Austin Butler

"Sabia que não podia fazer este filme se o 'casting' não fosse absolutamente certo e procurámos exaustivamente por um ator com o talento de evocar o singular movimento natural e qualidades vocais desta estrela inigualável, mas também a vulnerabilidade interior do artista", revelou o cineasta em comunicado do Deadline.

"Ao longo do processo de seleção, foi uma honra para mim encontrar um vasto conjunto de talentos. Tinha ouvido falar de Austin Butler pelo seu destacado papel ao lado de Denzel Washington em 'The Iceman Cometh' na Broadway [teatro] e através de uma longa jornada de testes de ecrã e workshops de música e performance, soube inequivocamente que tinha encontrado alguém que poderia incorporar o espírito de uma das figuras musicais mais emblemáticas do mundo", acrescentou.

De "Dunkirk" para Graceland? Harry Styles é um dos finalistas para ser Elvis Presley no cinema
De "Dunkirk" para Graceland? Harry Styles é um dos finalistas para ser Elvis Presley no cinema
Ver artigo

Segunda a imprensa especializada, os outros finalistas foram o cantor Harry Styles (que se estreou no cinema com "Dunkirk") e os atores Aaron Taylor-Johnson (de "Kick-Ass" e o Pietro Maximoff/Mercúrio em "Vingadores: Era de Ultron"), Ansel Elgort ("Divergente", "A Culpa é das Estrelas", "Baby Driver" e que está agora a rodar outro musical, "West Side Story", para Spielberg) e Miles Teller ("Digergente", "Footloose", "Whiplash").

O filme começa a ser rodado no ano que vem na Austrália, de onde é natural o realizador, beneficiando dos incentivos fiscais.

Ainda sem título oficial, a história está a ser mantida em segredo mas várias fontes apontam para ser um relato da vida de Elvis desde a pobreza até se tornar um ícone global, um percurso em que foi determinante a complexa relação com o "Coronel" Tom Parker, o empresário que o descobriu e é descrito por alguns como a sua "sombra sinistra".

Tom Hanks vai ser o promotor de espectáculos, intitulado o "coronel" pelo estilo muito próximo do tipo marcial, que se tornou o empresário do cantor em 1955 após ter assistido a uma das suas actuações.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.