O filme "Vitalina Varela", de Pedro Costa, vai ter distribuição comercial no Reino Unido e Irlanda, no início do próximo ano, anunciou hoje a empresa Second Run.

"Vitalina Varela" venceu em agosto o Leopardo de Ouro no Festival de Cinema de Locarno, onde arrecadou ainda o principal prémio de melhor interpretação feminina (Leopardo de Prata) e o Prémio Boccalino d'Oro para melhor atriz, atribuído à protagonista.

O filme conta a história de uma mulher cabo-verdiana, Vitalina Varela, que viveu grande parte da vida à espera de ir ter com o marido, Joaquim, emigrado em Portugal. Sabendo que ele morreu, Vitalina chegou a Lisboa três dias após o funeral do marido.

A mais recente longa-metragem de Pedro Costa está selecionado para o Festival de Cinema de Londres, onde será exibido nos dias 12 e 13 de outubro, mas numa secção fora da competição.

"Pedro Costa é um dos principais cineastas do cinema contemporâneo e todos nós na Second Run não só adoramos o seu trabalho, como temos muito orgulho da nossa longa colaboração com ele", disse Mehelli Modi, fundador da distribuidora.

Antes, a Second Run já tinha assegurado os direitos para a distribuição de "O Sangue" (1989), "Casa de Lava" (1994) e "Cavalo Dinheiro" (2014), este igualmente vencedor de um prémio em Locarno, o de melhor realização.

A revista especializada Sight and Sound, do British Film Institute, publicou hoje na sua página eletrónica uma crítica positiva à atribuição do Leopardo de Ouro de 2019 a "Vitalina Varela", a qual considerou "consensual".

"De facto, 'Vitalina Varela' e o trabalho de Costa em geral representam, sem dúvida, a apoteose de uma espécie de cinema de baixo orçamento, formalmente exploratório e de cariz político, que Locarno tem tendência a mostrar", refere o crítico Kieron Corless.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.