Segundo Rita Redshoes, ainda há muito a fazer para que o papel das mulheres seja reconhecido no rock, mesmo que a situação actual seja preferível à de um tempo "em que a mulher não podia ser criativa".

"Embora eu sinta que sou respeitada, e trabalho num mundo maioritariamente de homens nas várias funções, acho que às vezes ainda há quem tenha dificuldade em perceber que uma mulher realmente escreve as músicas, toca os instrumentos, tem uma voz, uma opinião... que não vai fazer assim só porque 500 homens já fizeram, que há outras maneiras de fazer", contou Rita Redshoes na sua visita à redacção do SAPO.

"Mesmo a parte técnica, o facto de eu saber mexer num programa, no Pro Tools, de eu gravar e misturar as coisas... Enfim, são aspectos que acho que ainda têm de mudar na visão de algumas pessoas. Já não acontece tanto, mas ainda há muito", acrescenta a cantautora:

Entrevista e edição @Gonçalo Sá/ Câmara @Edson Vital e Magda Wallmont/ Foto @Susana Almeida

Rita Redshoes sucede a artistas como Maria João, Clã, Zé Pedro, David Fonseca, Peaches, Lloyd Cole, Manel Cruz, Ana Moura e The Legendary Tigerman como editores do SAPO Música. O SAPO Música vai continuar a convidar figuras marcantes das mais diversas áreas do panorama musical português e internacional para que tragam o seu conhecimento e as suas opiniões ao site, enriquecendo-o com a sua experiência e visão do mundo da música.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.