Depois de um arranque em Guimarães, em janeiro, com o pianista Mário Laginha, o ciclo "Histórias de Jazz em Portugal" continua em Lisboa, na terça e na quarta-feira, com Zé Eduardo como convidado.

Professor, programador, intérprete e compositor, Zé Eduardo, de 60 anos, falará sobre o seu percurso artístico com António Curvelo e Manuel Jorge Veloso, e fará uma audição comentada de alguns temas que foram importantes ao longo da carreira. Ainda na terça-feira, os alunos da Escola de Jazz Luís Villas-Boas, de Lisboa, são desafiados a interpretarem composições de Zé Eduardo.

Na quarta-feira, é a vez de o contrabaixista atuar no histórico clube de jazz lisboeta, mas a intenção é que interprete outros compositores, como Miles Davis, Keith Jarrett e Irving Berlin. Ao seu lado estará o pianista João Paulo Esteves da Silva. A sessão na quarta-feira contará ainda com uma "troca de impressões" sobre a obra de Zé Eduardo, como definem os programadores, com duas gerações distintas de músicos: Bernardo Moreira, antigo contrabaixista e presidente do Hot Clube de Portugal, Claus Nymark e Mário Delgado.

O ciclo "Histórias de Jazz em Portugal" foi criado pelo crítico e programador António Curvelo e pelo músico Manuel Jorge Veloso, com o objetivo de divulgar "o momento único" que o jazz português está a viver, com várias gerações de músicos no ativo, como disseram à agência Lusa. O evento acontecerá todos os meses, intercalado entre Guimarães e Lisboa, em torno de músicos de diferentes gerações e correntes do jazz. O ponto de partida foi a verificação de se estar "a viver um momento único no jazz em Portugal, porque nunca houve tantos músicos novos com tanta qualidade", sublinhou António Curvelo.

"Histórias de Jazz em Portugal" irá estender-se até maio de 2015, com a presença de uma centena de músicos, "cruzando gerações, estéticas, funções musicais, malta que tem experiência de produção, maestros", explicaram.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.