Aloe Blacc tem uma daquelas histórias de persistência. Começou como rapper no grupo Emanon (Noname ao contrario), nos anos 1990, que lançaram três discos sem nunca atingirem o estrelato.

O cantor e compositor califoniano também deu voz a vários grupos, como os franceses Jazz Liberatorz, até que em 2006 começou a compor as suas próprias canções, que se tornaram mais socialmente conscientes, retratando os ambientes que o rodeavam. Nesse ano editou o seu primeiro disco a solo, “Shine Through”.

Mas 2010 é que se tornou no ano em que o mundo finalmente o conheceu. “Good Things”, o seu segundo álbum em nome próprio, foi lançado e “I Need a Dollar” revelou-se um sucesso em todo o mundo. Com uma sonoridade soul retro, Aloe Blacc parecia ter encontrado o local perfeito para a sua voz.

Em 2013, o cantor deu voz a um dos temas que mais tocou nas rádios, “Wake Me Up”, do DJ sueco Avicii, e agora “Lift Your Spirt surge como o seu primeiro disco pela Interscope Records. Uma nova editora implicou uma outra responsabilidade, daí que possamos sentir uma sonoridade mais pop sem que este nunca deixe de ser um álbum soul. Mas também podemos encontrar por aqui as influências folk, funk, rock ou gospel que o tornaram famoso e nomes como Sam Cooke, Stevie Wonder, Nina Simone ou Tim Maia passam-nos pela cabeça quando escutamos estes temas. Há outros nomes a reter: Pharrell Williams, DJ Kahlil, Rock Mafia e Theoron Feemster, produtores de peso recrutados para estas canções.

Videoclip de "The Man":

O álbum abre com uma versão acústica do tema “Wake Me Up”, originalmente gravada para Avicii, agora bastante folk–pop com um cheirinho a soul, graças à voz de Aloe.

“The Man” surge como segundo single e segundo tema do disco e é umas das melhores canções de “Lift Your Spirit”. Tem produção de DK Kahlil, que sampla o refrão de “And You Can Tell Everybody”, de Elton John.

A soul marca também canções como “Red Velvet Seat”, “Can You Do This” ou “Eye of a Child”, tema que fecha o disco.

“Soldier in The City” é funk a fazer lembrar “O Caminho do Bem”, do basileiro Tim Maia, lançado em 1976. “Soldier in The City” dá-nos retro cativante, com uma sonoridade muito anos 70 mas a soar a algo fresco. Outro tema que nos leva ao funk dos 70s é “Love is The Answer”, produzido por um Pharrel Williams inspirado.

Mas encontramos depois duas canções claramente pop, “Here Today” e “Wanna Be With You”, temas que, na nossa opinião, apesar de serem bons, fazem com que o álbum perca alguma consistência.

Já na faixa que dá nome ao disco podemos encontrar elementos comuns a todas as outras canções: letras positivas e bastante groove (funk soul e pop), mas com uma acentuada presença gospel como extra.

E há ainda uma canção que não podemos deixar de fora, por ser tão diferente do resto do disco. “Ticking Bomb” leva-nos para uma atmosfera Nina “simoniana” numa das melhores faixas de “Lift Your Spirit”.

Ao terceiro disco, Aloe Blacc ainda parece andar à procura do seu caminho e até viver numa época que não é a sua, o que pode ser bom. Mas por vezes “Lift Your Spirit” é também muito “easy listening”, culpa do ligeiro tempero pop que sugere algumas cedências. Esperemos que a pop não traia a soul num próximo regresso...

@Edson Vital

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.