Projeto de Ana de Barros desenvolvido com músicos e produtores, Dura Mater editou o segundo EP, "1996", depois do registo homónimo, lançado em 2016.

Gravado na Ducktape Melodies e produzido por André Isidro (Tekuno), envereda por caminhos mais emo e rock dos anos 1990 do que o antecessor, mais assente no psicadelismo e indie rock, descreve a promotora em comunicado.

"'1996' nasceu da vontade de fazer um trabalho que homenageasse as minhas influências musicais e um pouco da minha história pessoal também. Juntar um pouco de todas as minhas influências, desde as mais antigas - o rock dos anos 90 como Smashing Pumpkins ou Alanis Morissette - a referências mais recentes de Midwest Emo (American Football, The Promise Ring, etc), post-hardcore, ou bandas com um lado mais shoegaze como Nothing ou Turnover", assinala a autora.

"Não Vale Tudo" é o single de apresentação do EP e surge acompanhado de um vídeo feito de imagens caseiras gravadas nos anos 1980 e 1990 de Ana de Barros e da sua família.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.