A cantora irá apresentar em Montevideu e em Buenos Aires o mais recente álbum, «Sétimo Fado» produzido por si e em que gravou poemas de João Fezas Vital, João Monge, Vasco Graça Moura, Rosa Lobato Faria, José Luís Peixoto, Pedro Tamen, Fernando Girão, Amélia Muge, Tiago Torres da Silva, Hélder Moutinho, Pedro Assis Coimbra e Pedro Rapoula.

Joana Amendoeira, acompanhada à guitarra portuguesa por Pedro Amendoeira, à viola por Pedro Pinhal e no contrabaixo por Paulo Paz, canta na próxima segunda-feira na sala Zitarrosa, na capital uruguaia, e no dia seguinte em Buenos Aires, no Teatro Coliseo.

Joana Amendoeira ganhou a Grande Noite do fado do Porto em 1995 e tem apostado numa carreira de compromisso «entre a tradição e a modernidade», considerando, segundo disse à Lusa, que é essencial dar «a cada um dos fados tradicionais um cunho e estilo» pessoais, mas também «criar novos fados».

«Há que entender o fado numa evolução natural que passa pela tradição, caminhando nos dias de hoje com as preocupações do presente», disse.

Com uma carreira de mais de dez anos, a fadista viu um dos seus álbuns, «Joana Amendoeira & Mar Ensemble», distinguido com o Prémio Amália Rodrigues Melhor Álbum (2008).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.