O falecido Rei da Pop, que morreu devido a uma intoxicação de medicamentos em 2009, era um excelente “automotivador” e trabalhava constantemente com o intuito de bater as vendas do seu icónico registo de 1987 “Thriller”, o álbum mais vendido de sempre.

O realizador Spike Lee, que se encontra a trabalhar no “Bad 25”, um documentário sobre a criação do álbum, declarou à MTV News: “Eu aprendi que, número um, ele era um automotivador. Apesar de ser uma tarefa impossível, Michael queria que “Bad” vendesse mais que “Thriller”. E aonde quer que ele fosse, colocaria papéis, escrevia em espelhos de casas de banho; ‘100 milhões’. Ele sempre quis superar o que tinha conseguido previamente. Estava determinado a fazer isso”.

Desde a data do seu lançamento até hoje, “Thriller” vendeu mais de 110 milhões de cópias em todo o mundo. Apesar de “Bad” nunca ter conseguido igualar o sucesso, é o quinto álbum mais vendido de todos o tempos, com aproximadamente 30 milhões de unidades vendidas.

Paulo Costa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.