Um dia após manifestar a esperança de que o presidente dos EUA  "tomaria a decisão moral de proteger as gerações futuras", Leonardo DiCaprio,  criticou a sua decisão de se retirar do Acordo de Paris que visa reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em todo o mundo.

Concluída a conferência de imprensa de Donald Trumpo, o ator, um fervoroso ativista ambiental que durante o discurso ao aceitar o Óscar em 2016 por "The Revenant" alertou para as mudanças climáticas, afirmou no Twitter que "hoje, o nosso planeta sofreu. É mais importante do que nunca tomar decisões".

O ator, que discursou durante a assinatura do Acordo em abril de 2016, desenvolveu a sua posição nas suas outras redes sociais.

"Hoje, a habitabilidade futura do nosso planeta foi ameaçada pela decisão descuidada do Presidente Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. O nosso futuro neste planeta está agora mais em risco do que alguma vez esteve. Para os Americanos e aquelas na comunidade mundial à procura de uma liderança forte nas questões climáticas, esta ação é profundamente desanimadora. Agora, mais do que nunca, devemos estar determinados a resolver as alterações climáticas e a desafiar aqueles líderes que não acreditam em factos científicos ou verdades empíricas. É a altura de todos nós tomarmos uma posição, organizarmo-nos e reagirmos, canalizando a nossa energia para ações políticas na base", explicou, apelando aos seus seguidores para apoiarem as "organizações que estão na linha da frente desta luta".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.