A Câmara de Gaia vai ter mesmo de permitir a construção de prédios nos terrenos do festival MEO Marés Vivas, que se mudará para um parque junto ao Douro cedido por um fundo de investimento do Grupo Espírito Santo.

Depois de várias diligências, o executivo leva à próxima reunião de câmara um parecer segundo o qual não há “nenhuma razão objetiva” que permita anular o licenciamento da obra nos terrenos junto à Douro Marina onde está prevista, e licenciada pelo anterior executivo, a construção de sete prédios que podem ter até cinco pisos.

Perante a impossibilidade de manter o festival de verão no anterior espaço, na Praia do Cabedelo, a Câmara de Gaia já divulgou que o MEO Marés Vivas irá mudar-se para um novo parque urbano que quer construir na área verde junto à antiga Seca do Bacalhau, nos terrenos que pertencem ao fundo de investimento imobiliário fechado Invesfundo III.

Elton John, James Bay, Kodaline, Lost Frequencies, Kelis, Rui Veloso e D.A.M.A. e Dengaz são os artistas já confirmados para edição de 2016 do MEO Marés Vivas. O festival decorre nos dias 14, 15 e 16 de julho em Vila Nova de Gaia.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.