"Sonhamos com uma cidade potente. Uma cidade de pontes e não de muros. Uma cidade de paz, de respeito, onde o novo e o diferente atraem e não excluem": este é o lema do novo Palco Yorn do Rock in Rio Lisboa. As novidades da Cidade do Rock foram apresentadas na tarde desta quinta-feira, dia 21 de abril.

Com o objetivo de "iluminar o talento e, através da cultura, aproximar os bairros das suas cidades", o Palco Yorn estreia-se nesta edição com um propósito inclusivo: "o de ver a região que tão bem acolheu o festival em 2004, ser igualmente acolhida pela cidade de Lisboa, mostrando o melhor que esta tem para oferecer – o talento artístico".

"O Rock in Rio vive em Chelas há 18 anos (Chelas esta que representa 80% da maior freguesia de Lisboa, Marvila) e, hoje, ainda percebemos algum distanciamento e preconceitos antigos que, no nosso entender, na sua maioria já não se justificam. O Palco Yorn nasce para valorizar, não só, esta região como pretende representar todos os bairros do país, mostrando que se iluminarmos os seus talentos, se mostrarmos aquilo que têm de melhor, é possível aproximá-los do resto da sua cidade", afirma Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio.

Em comunicado, o Rock in Rio avança que o Palco Yorn vai contar com uma nova cenografia, "totalmente inspirada nos centros urbanos, mas também com uma nova programação". Todos os dias, haverá quatro apresentações "musicais de talentos mais e (ainda) menos consagrados", todos eles curados pela Associação Chelas é o Sítio – projeto lançado em 2021 por um conjunto de habitantes do bairro com o mesmo nome (entre os quais o artista Sam the Kid) e que, tal como o Rock in Rio, também pretende aproximar, incluir e valorizar a região e o talento local.

"Para nós é extremamente importante esta parceria com o Rock in Rio, porque além de partilharmos a mesma visão no que consta a dar oportunidades a quem não as costuma ter, também partilhamos a mesma geografia. Se Chelas é o sítio, nesse sítio está a Cidade do Rock. E se “Chelas é o Sítio” é uma união de forças entre pessoas com a mesma vontade de incluir e fazer acontecer nesta zona da cidade, para nós é muito gratificante poder contar com a força que o Rock in Rio nos deu, nos dá e continuará a dar, porque esta parceria tem vida além do grande evento que temos no nosso bairro - bairro esse que, finalmente, poderá brilhar num palco do festival...em casa”, sublinha Sam the Kid.

Parceira do festival desde a edição de 2012, a Jazzy Dace Studios também vai animar o palco. "Vamos trabalhar em conjunto com algumas das melhores Crews de Dança que existem em Portugal, vindas de todo o país, com especial incidência nas danças de rua. Teremos momentos espetaculares de dança, que vão fazer o público vibrar, com coreografias cheias de energia e alguns momentos de pura arte, com os freestylers a mostrar a sua essência. A Jazzy Dance Crew será o grupo residente, mas existirão muitas outras surpresas, incluindo um grupo de jovens do bairro de Chelas, que, com curadoria da Jazzy, irão mostrar o talento que por lá mora e confirmar que a dança pode ser uma forma de alcançar sonhos", destaca Álvaro Lopes, Diretor da Jazzy Dance Studios.

Palco Yorn: Sonhos, Talento e Novas Perspetivas

De talentos emergentes a mais consolidados, o Palco Yorn "destaca-se por juntar diferentes artistas com uma característica em comum: todos com ligação a um bairro português, que sobem a palco na Cidade do Rock não só para mostrar o seu talento como para reforçar o potencial criativo e artístico destas regiões, tantas vezes afastadas da suas cidades".

Ao longo dos quatro dias do festival, as atuações destes artistas serão intercaladas com performances de dança e momentos de interação com o público, onde nunca faltará música e animação.

No dia 18 de junho, o Palco Yorn arranca com música nascida e criada entre a Zona J e Zona M de Chelas, tendo Danny the Dawg como protagonista. Segue-se Chyna e Vado & Loreta KBA, dois artistas já com nome na cena da música urbana.

No dia 19 de junho é a vez de Lewis, Kosmo DaGun, Ary Rafeiro e 9Miller subirem ao palco.

No dia 25 de junho, o Palco Yorn recebe mais um filho de Chelas, Karma The Only Son, e logo de seguida Tilhon, artista original de Viseu. Segue-se Eva RapDiva, a filha do hip hop tuga, e Phoenix RDC, pioneiro no rap feito em Vialonga e original do Bairro da Icesa.

Para o último dia do festival, a 26 de junho, sobe a palco G Fema, Malabá, e Kappa Jotta, um dos artistas mais falados do panorama musical português da atualidade. Os GROGNation terão a missão de fechar a nona edição do Rock in Rio Lisboa no Palco Yorn.

Recorde-se que o Rock in Rio Lisboa está marcado para os dias 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022, no Parque da Bela Vista. Para além dos nomes e espetáculos já anunciados para o Palco Mundo, Galp Music Valley, Rock Your Street, Super Bock Digital Stage (um palco onde há TikTokers, YouTubers, novos formatos de entretenimento como Podcasts, muita música, ainda mais humor, horas a fio de diversão e, acima de tudo, interatividade), e no Palco Yorn, há ainda várias novidades por descobrir no Continente Chef’s Garden, além de uma nova Game Square e muitas mais experiências que compõem as 14 horas de entretenimento que o festival oferece diariamente.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.