«A Voz de Portugal», novo programa da RTP cujas versões internacionais comandam audiências na Holanda e nos Estados Unidos, pretende encontrar a melhor voz nacional e aos candidatos pede-se, entre outras qualidades, genialidade, engenho e afinação.

Ainda não é conhecido o formato final que o concurso, fundado por John de Mol e importado da Holanda, deverá ter em Portugal, mas segundo fonte oficial da RTP a nova aposta da estação será «muito semelhante» à versão original.

O programa de caça talentos, desenvolvido pela RTP em parceria com a CBV Produções Televisivas, será apresentado por Catarina Furtado e já foram confirmados os músicos Mia Rose, Paulo Gonzo, Rui Reininho e os irmãos Nelson e Sérgio Rosado, a dupla que compõe a banda «Os Anjos», como membros do júri.

Formato inovador

Pedro Curto, um dos produtores, garantiu que se trata de um projeto novo em Portugal e que primará pela qualidade das vozes. «Os telespetadores podem esperar pessoas que cantam muito bem», asseverou.

Uma singularidade introduzida pela versão original do programa é o facto de nas primeiras audições os concorrentes não serem vistos pelo júri. Sentados numa cadeira e de costas para os candidatos, os jurados apenas os podem ouvir, o que faz com que a aparência física não influencie a apreciação.

Esta fase do programa, denominada «Blind Auditions», traz mais uma novidade relativamente a outros concursos musicais.
Se, durante a primeira audição, algum jurado ficar impressionado com a actuação do concorrente, carrega num botão que gira a cadeira para poder ver o cantor. A partir desse momento, será esse membro do júri o responsável por treinar esse candidato para as posteriores atuações. Porém, caso haja mais do que um elemento a pressionar o botão, serão os concorrentes a decidir por que jurado pretendem ser treinados.

A este primeiro momento do concurso seguem-se as «Battles», nas quais os membros de cada equipa formada pelos jurados disputarão entre si a permanência no grupo e no programa. Na última fase da competição, que dará lugar às galas, serão os telespetadores a decidir quem prossegue e quem abandona o concurso.

Ainda não se sabe a data de estreia do programa «A Voz de Portugal», já que a saída de José Fragoso da direcção de programas da RTP para a direcção-geral de conteúdos da TVI pode ter atrasado a introdução do concurso nas grelhas de entretenimento da estação pública. Prevê-se, contudo, que o programa se estreie em Setembro, já que os castings têm início previsto para o mês de Julho.

Um modelo com sucesso no estrangeiro

Uma âncora para a RTL 4, o concurso estreou-se na Holanda em Setembro de 2010, onde já caminha para a segunda edição, e recentemente nos Estados Unidos, pela mão da NBC.

Neste país, o projecto tem sido um claro líder de audiências. Na noite de estreia, foi, de acordo com o TheWrap, o programa mais visto, com um pico de audiência que ultrapassou os 13 milhões de telespectadores, superando as apostas da ABC, com «Dancing With the Stars», ou da FOX, com a série «Glee».

Ao SAPO, Pedro Curto, da CBV Produções Televisivas, assegurou que o programa deverá atingir o mesmo sucesso em Portugal.

Na versão norte-americana, o júri do programa apresentado por Carson Daly e Alison Haislip é composto pela cantora Christina Aguilera, o vocalista do Gnarls Barkley, Cee Lo Green, o compositor e cantor dos Maroon 5, Adam Levine, e a estrela da música «country» norte-americana Blake Shelton.

O projecto já marca presença nas redes sociais Facebook e Twitter, plataformas através das quais as potenciais vozes e simpatizantes do programa podem interagir, partilhar dúvidas, links e vídeos com actuações e responder a desafios lançados pelo programa.

Site oficial

Facebook

Twitter

@Nuno de Noronha

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.