Cristina Ferreira esteve na noite deste domingo, 13 de setembro, no "Jornal das 8", da TVI. A entrevista no noticiário do canal foi a primeira da apresentadora como diretora de Entretenimento e Ficção da estação de Queluz de Baixo.

Na conversa com Pedro Pinto, Cristina Ferreira revelou os motivos da sua saída da SIC e frisou que está "tranquila" em relação ao pedido de indemnização do canal de Paço de Arcos. Na entrevista, a apresentadora avançou que irá reencontrar Manuel Luís Goucha, para fechar a dupla do "Você na TV".

"Vim para aqui ganhar 500 euros, foi o meu primeiro ordenado aqui na TVI. Cheguei aqui  hoje por mérito. Isso é uma coisa que todos devíamos revelar. De alguma forma, entrar dessa maneira e 17 anos depois estar aqui nesta posição... não me tirem o orgulho de sentir isso", frisou a diretora de Entretenimento e Ficção da TVI em entrevista ao "Jornal das 8".

Veja aqui a entrevista.

O fim da dupla com Manuel Luís Goucha

No arranque da conversa com o jornalista Pedro Pinto, Cristina Ferreira revelou que antes da estreia do programa "Dia de Cristina" vai fechar "uma era" no "Você na TV". "Está quase, quase, quase [a chegar a estreia]. Está a dias. Antes de o dizer, vai haver um momento do qual tenho grande expectativa, mas algum receio... acho que me vou emocionar muito. Antes de voltar à antena, há uma coisa que me falta fazer: fechar o 'Você na TV' na dupla que toda a gente conheceu". revelou.

"O'‘Você na TV' nunca trocou de nome na minha ausência... ficou lá. Teve a Maria [Cerqueira Gomes] no meu lugar, o Manuel [Luís Goucha] neste momento está sozinho. E eu antes de me estrear na TVI vou ao lado do Manuel encerrar um ciclo e uma dupla. (...) Está para muito breve e o 'Dia de Cristina' estreia logo a seguir", contou.

A estreia de "Dia de Cristina"

"Os segredos fazem parte da minha forma de trabalhar", frisou a apresentadora. "A sinopse é: é tudo o que a Cristina quiser. 16 anos depois, as pessoas sabem quem é a Cristina em televisão. Portanto, não vão esperar outra coisa. Vai ser arrebatador e vai ser um dia, isso posso dizer", revelou.

"Dia de Cristina" deverá ir para o ar apenas uma vez por semana, durante a manhã e a tarde. De acordo com a informação avançada pela TVI aos anunciantes, o novo programa irá decorrer das 10h00 às 13h00 e das 16h00 às 19h00. "Não será sempre o mesmo dia. Pode ser ao sábado, ao domingo... não sabemos. Começa cedo e acaba tarde. Terá várias pessoas ao meu lado. E terá os convidados, as gentes, as histórias, as pessoas... que eu gosto de entrevistar e que gosto de iluminar", frisou.

"Gosto muito de iluminar pessoas e é isso que vou fazer também no programa", acrescentou.

A saída da SIC e o regresso à 'casa mãe'

Na entrevista no "Jornal das 8", Cristina Ferreira confessou que se sentiu emigrante na SIC.  "A TVI é uma estação que existe há muitos anos, que tem muita gente aqui dentro e que estamos a renovar, com a mesma energia que tivemos toda a vida. Somos a televisão da família", lembrou. "Foi isso que te fez voltar?", questionou Pedro Pinto. "Foi. Vou-te dizer que me senti emigrante. Sabia que voltava, saí a saber que voltava. Não sabia era quando e em que moldes. Mas sabia que voltava. Senti-me emigrante neste sentido: eu fui à procura de alguma coisa mais, talvez de melhores condições, talvez de um mundo novo... mas, depois, faltavam-me as pessoas. Como quando há aquelas saudades de casa, as saudades daqueles que estão à nossa espera e com quem continuas a conversar", confessou a apresentadora.

"Quando surgiu esta oportunidade, eu não pensei duas vezes. Os meus estavam aqui, os meus amores estavam aqui. Foi sempre a minha casa. Não sei se isto é muito bonito de se dizer... eu gostei muito de ganhar... mas nunca me senti feliz por ver a TVI perder", revelou.

"Não tenho nada a dizer da SIC. Enquanto lá estive, trataram-me muito bem e fui muito feliz na SIC", frisou.

O pedido de indemnização de mais de 20 milhões

Em agosto, a SIC exigiu a Cristina Ferreira uma indemnização de mais de 20 milhões por incumprimento do contrato que estava em vigor até dezembro de 2022.  "Há um projeto para o qual eu fui que acabou por não ser como eu tinha imaginado... A minha SIC foi o 'Programa da Cristina'. Para além disso, não houve nada mais. Entrei também com funções para as quais também nunca fui muito chamada... todos nós temos formas de trabalhar", começou por contar.

Sobre o fim antecipado do contrato, Cristina Ferreira confessou estar "tranquila". "Estou completamente tranquila. Tive conversas anteriores e fui demonstrando, de alguma forma, aquilo que estava a sentir - o que não invalida que tenham sido apanhados de surpresa com esta decisão. (...) Sei que enquanto lá estive dei o melhor de mim, dei tudo, mas tudo, à SIC. Mas, a partir do momento em que me surge esta oportunidade... e nós vivendo em liberdade, cada um faz as escolhas", frisou.

"[20 milhões de euros] não me tiram o sono de forma alguma. Isso vai ser tratado em sede própria. Isso é um número que não tem qualquer fundamento (...) Há lugar a uma indemnização, que estava estipulada no meu contrato e sei que vou pagar. Não há alternativa. Eu pago... de resto, trataremos em tribunal, se for o caso", acrescentou.

Recentemente, a apresentadora Cristina Ferreira comunicou um acordo para comprar 2,5% na Media Capital - participação que vale 1,4 milhões de euros. "São as minhas poupanças. São o meu dinheiro. Este é o meu projeto final profissional. Eu não vou para mais lado nenhum. É aqui que eu vou ficar aqui até ao fim dos meus dias. Acho que  comprar uma percentagem desta casa diz isso mesmo. Eu só mudei uma vez", contou Cristina Ferreira.

"Comprei com o meu dinheiro, foi o que eu poupei ao longo destes anos todos", frisou. "Eu entrei pelo portão com um carro emprestado, do meu pai.  Vim para aqui ganhar 500 euros, foi o meu primeiro ordenado aqui na TVI. Cheguei aqui  hoje por mérito. Isso é uma coisa que todos devíamos revelar. De alguma forma, entrar dessa maneira e 17 anos depois estar aqui nesta posição... não me tirem o orgulho de sentir isso", frisou a diretora de Entretenimento e Ficção da TVI em entrevista ao "Jornal das 8".

O REGRESSO À "CASA MÃE"

A 17 de julho, em comunicado, a SIC reagiu ao regresso da profissional à TVI.  "Cristina Ferreira decidiu cessar unilateralmente a sua ligação à SIC, colocando termo ao contrato que a vinculava até 30 de novembro de 2022. A SIC lamenta a decisão abrupta e surpreendente, mas apesar da desilusão, quer agradecer o trabalho de Cristina Ferreira desenvolvido ao longo deste curto mas intenso período, no seio de uma equipa vencedora, que continuará a empenhar o seu talento e profissionalismo para merecer a confiança do público", frisou o canal.

Cristina Ferreira irá arrancar com os seus novos projetos na TVI em setembro. "Trata-se de um regresso à casa mãe, com funções distintas e um projeto ambicioso ao qual era impossível dizer que não. É uma escolha conduzida pelo afecto com a firme vontade de contribuir para recolocar a TVI no coração de todos os portugueses", sublinhou a apresentadora.

Em comunicado, a Media Capital frisou que é com "grande satisfação que dá conhecimento público que a TVI acaba de acordar com Cristina Ferreira a sua contratação como Diretora de Entretenimento e de Ficção".

"Este regresso à sua casa de sempre enche-nos de satisfação. Cristina Ferreira é querida dos portugueses e esta contratação reforça a estratégia do Grupo Media Capital de estar mais próximo das suas audiências, enriquecendo as áreas de Entretenimento e de Ficção do Canal", afirmou Manuel Alves Monteiro, Administrador Delegado do Grupo Media Capital.

"Sabemos que a Cristina Ferreira manifestou já junto da Prisa a intenção de adquirir uma participação no capital social da empresa; a concretizar-se, esse facto reforçará a ligação de Cristina ao Grupo e dará um significado ainda mais profundo a este regresso à TVI", acrescentou.

Em comunicado, a apresentadora sublinhou ainda que que foi "muito bem acolhida" na SIC e agradece todo o apoio. "Neste momento de saída, não posso deixar de agradecer à SIC, à sua Administração, a oportunidade que me foi concedida e a possibilidade de trabalhar com profissionais de exceção. O meu muito obrigada a todos. A SIC é uma estação de televisão de referência, onde fui muito bem acolhida e para a qual formulo votos de maior sucesso profissional para o futuro", sublinhou Cristina Ferreira na nota enviada ao SAPO Mag, em julho.

Em 2018, a mudança de Cristina Ferreira para a SIC foi uma das maiores transferências de sempre do mercado televisivo português.

Cristina Ferreira arrancou o seu novo programa na SIC no dia 7 de janeiro de 2019 e é líder das manhãs, batendo o "Você na TV", talk show apresentado por Manuel Luís Goucha. Com a mudança da apresentadora, a estação de Paço de Arcos reconquistou os espectadores, voltando à liderança.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.