O novo modelo da RTP "tem por base algumas preocupações fundamentais" do Governo, nomeadamente a de preparar a estação para prosseguir o fornecimento de serviço público de televisão e rádio num contexto de audiovisual multifacetado e dividido em várias plataformas, revelou o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional na Comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação.

O modelo reflete ainda uma "preocupação de simplificação nas orientações, em vez de incluir muitos detalhes" sobre o que deve ser e como se deve traduzir o serviço público", acrescentou Miguel Poiares Maduro.

O Governo faz ainda questão de evitar o "risco de governamentalização da RTP", pretendendo este novo modelo contribuir para "uma gestão mais eficaz da empresa", disse o governante.

O ministro está no parlamento a apresentar as linhas gerais do próximo contrato de serviço público com a RTP, incluindo televisão e rádio, e para revelar um "roteiro para o futuro da empresa em matéria de modelo de governação".

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.