O projeto de longa-metragem de animação "Nayola", do realizador José Miguel Ribeiro, vai receber 245 mil euros de apoio financeiro do fundo Eurimages, criado pelo Conselho da Europa, foi hoje anunciado.

Este ano, o fundo Eurimages irá apoiar a produção de 18 filmes europeus, com um total de 4,3 milhões de euros, destinando 245 mil euros a uma única produção de cinema de animação.

À agência Lusa, o realizador José Miguel Ribeiro explicou que este apoio financeiro é o último passo do financiamento do projeto da longa-metragem portuguesa, da Praça Filmes, em coprodução com França, Bélgica e Holanda.

José Miguel Ribeiro, realizador e produtor - fundador da Praça Filmes -, está há cinco anos a concretizar a montagem financeira do filme, que tem um orçamento total de 3,5 milhões de euros, sendo a primeira longa-metragem de animação portuguesa para adultos e a receber, num concurso de 2014, apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

Até ao final do ano, o realizador conta entrar em produção e espera fazer a estreia do filme em 2021.

Em cinco anos de pré-produção e montagem financeira, "Nayola" já sofreu alguns ajustes.

Inicialmente previsto para ser correalizado entre José Miguel Ribeiro e Jorge António, com conjugação de imagem animada e imagem real, o filme passará a ser assinado só pelo primeiro, com o segundo a manter-se na produção.

"Nayola" será inteiramente de animação, "porque a imagem real não estava a funcionar", explicou.

"Noyola" tem argumento de Virgílio Almeida a partir de uma peça de teatro escrita por José Eduardo Agualusa e Mia Couto, que por sua vez deriva de um conto publicado nos anos 1990 pelo autor angolano.

A narrativa cruza três gerações de mulheres e tem a guerra civil de Angola como pano de fundo.

Atualmente, além de "Nayola", há outra longa-metragem de animação portuguesa em produção, também com apoio do ICA, no concurso de 2018: "O meu avô dizia que via demónios", de Nuno Beato, produzida pela Sardinha em Lata, com argumento do escritor Possidónio Cachapa.

O Eurimages é um fundo financeiro do Conselho da Europa, tendo já apoiado, desde a sua criação em 1988, cerca de duas mil produções de cinema, com um total de 586 milhões de euros.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.