O enredo:

Aaron Green tem 24 anos, é eficaz e dedicado ao seu trabalho. Tem em mãos uma oportunidade única na sua carreira. A sua missão: voar até Londres e escoltar um deus do rock até ao famoso Greek Theatre para o concerto inaugural da tour de regresso aos palcos. A estrela de rock britânica Aldous Snow é um músico brilhante mas, devido a uma separação complicada e a uma carreira em fase descendente, perdeu o comboio e agora é um alcoólico desastroso.

Quando descobre que o amor da sua vida, a modelo/popstar Jackie Q, está em Los Angeles, Aldous assume como objectivo tê-la de volta. Isto um segundo antes de dar o pontapé de saída na sua «conquista do mundo».Quando a hora do concerto se começa a aproximar, um jovem inocente terá de navegar no terreno minado do tráfico de drogas em Londres, lutas de rua de Nova Iorque e «lap dances» em Las Vegas para entregar a sua «carga» em condições minimamente aceitáveis. Ele poderá ter de aliciar, mentir e alinhar em grandes farras com Aldous, mas Aaron vai arrastá-lo até ao Greek, nem que seja a última coisa que faz...

A não perder porque:

- É o mais recente filme da pandilha de humoristas liderada por
Judd Apatow (que produz o filme), responsáveis por sucessos como
«Um Azar do Caraças»,
«Super Baldas» e
«Virgem aos 40 Anos».

-
«É Muito Rock, Meu!» é uma espécie de sequela a
«Um Belo Par... de Patins».
Russell Brand interpreta o mesmo papel, o do cantor de rock Aldous Snow, mas
Jonah Hill já não é o empregado de mesa desse filme mas sim o funcionário de uma editora que se vê forçado a acompanhar o músico nos seus desvarios.

- Um dos papéis principais do filme cabe ao «rapper»
Sean «Diddy» Combs, como o executivo da companhia discográfica que incumbe Hill de servir de «baby-sitter» a Brand.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.