Os Blasted Mechanism estão de volta e não recusaram o convite para participar no Festival da Canção 2020. A banda vai atuar na primeira semifinal do concurso, marcada para este sábado, dia 22 de fevereiro.

"Foi um convite que se tornou numa surpresa para nós. Desde putos que crescemos ao lado do festival e nunca pensámos em fazer parte de um concurso deste género. Foi uma surpresa bem recebida. Acho que nas edições anteriores, com os Homens da Luta ou com o Conan Osíris, abriram um bocadinho o espaço para que um projeto como os Blasted Mechanism estivesse no Festival da Canção", sublinha Valdjiu ao SAPO Mag.

Para o festival, a banda apostou no tema "Rebellion​". "Foi uma encomenda. Eles encomenda sempre música original, mas uma das linhas harmónicas que deu origem ao tema original começou a nascer quando eu tinha 17 anos. Foi muito interessante", conta o músico. "Tinha este arranjo desde puto, numa fase em que estava a viver um sonho de uma paixão... uma fase em que estava mesmo em alta, com o coração super cheio. Não deixa de ser curioso que, 25 anos depois, a música quis-se manifestar e deu origem ao 'Rebellion​'", acrescenta.

"'Rebellion​' é um tema que transporta uma mensagem forte, dedicado a todos os movimentos que se têm erguido em prol do planeta", conta o artista ao SAPO Mag. "Decidimos fazer um tributo a esta rebelião que existe", acrescenta.

"A cação tem tido bastante buzz internacionalmente, é interessante. Acho que foi muito bem recebida internacionalmente... em Portugal, temos de superar a barreira da língua. Para muita gente, estarmos a cantar em inglês é um problema - se cantássemos em português, não seríamos autênticos. Decidimos colocar a guitarra portuguesa porque é um legado cultural nosso e tem criado bastante curiosidade perante o público internacional", explica Valdjiu ao SAPO Mag.

A corrida para o Festival Eurovisão da Canção começa este sábado, dia 22 de janeiro, com a primeira semifinal do Festival da Canção. A primeira fase será apresentada por Tânia Ribas de Oliveira e Jorge Gabriel e a segunda gala, no dia 29, será conduzida por Sónia Araújo e José Carlos Malato.

Pelo palco do estúdio 1 da RTP vão passar os Throes + The Shine, JJaZZ, Elisa, Blasted Mechanism, Bárbara Tinoco, Ian Mucznik, Filipe Sambado e MEERA. Mas das oito canções a concruso, só quatro vão conquistar um passaporte para a final do Festival da Canção, marcada para o dia 7 de março, no Coliseu Rondão Almeida, em Elvas. A 7 de março será escolhido o tema que representará Portugal em Roterdão, nos Países Baixos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.