Apesar de arrancar na quinta-feira, nesse dia o acesso ao festival, organizado pela associação sem fins lucrativos Criativa, é “exclusivo para os campistas”.

O recinto acolhe três palcos: MUSA Cascais, onde irão atuar “nomes maiores do reggae internacional”, DUB Arena, dedicada à realidade do soundsystem, com a curadoria dos Roots Dimension, e BASS Station, com a curadoria da Bad Mood e que está virado para o som mais electrónico como o dubstep, trap, drum’n’bass, tropical bass, juke e jungle.

Na sexta-feira, no palco MUSA Cascais atuam Protoje & The Indiggnation, Ponto de Equilibrio, Fantan Mojah, Naäm, Andread Blessed e Like the man said.

Para o mesmo palco, no sábado, estão marcadas as atuações de Gentleman (na foto acima), Horace Andy, Kabaka Pyramid & The Bebble Rockers, The Skatalites, Rubera Roots Band e Kingdom Stage.

Fora do recinto, “em pleno areal da praia de Carcavelos, há um outro palco, aberto ao público em geral, o Beach Party MUSA Cascais, com curadoria de Wha Gwan Lisboa e do Reggae Vibez.

Na zona de campismo há ainda um outro palco, From the sunrise to the sunset, “que irá passar as boas energias para os campistas, desde o acordar até o recinto principal abrir”, com curadoria dos Jah Moment.

Este ano, à semelhança dos anos anteriores, haverá comboios especiais que partem às 04:30 de sábado e de domingo da estação da CP de Carcavelos com destino a Lisboa e a Cascais, com paragem em todas as estações.

O trabalho da associação Criativa, que organiza o MUSA Cascais, assenta “em valores como a sustentabilidade, a educação não formal e a promoção de um estilo de vida saudável”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.