O Festival Ocean Spirit, que é hoje apresentado e decorre entre os dias 19 e 28 na praia de Santa Cruz, em Torres Vedras, tem este ano um cartaz alternativo dedicado às músicas do mundo, segundo a página oficial.

O festival na areia abre, no dia 19, com os concertos dos portugueses Velha Gaiteira, centrados na divulgação da gaita de fole transmontana e das percussões tradicionais da Beira Baixa.

No dia 20, é a vez do grupo de percussionistas portugueses Nação Vira-Lata, do brasileiro Nilson Dourado e da guineense Karyna Gomes (foto).

No dia seguinte, sobem ao palco do festival os portugueses Rodrik Oliveira, músico multi-instrumentista, e Farra Fanfarra, cujo repertório combina música dos Balcãs, blues, jazz, funk e soul.

Anaidcram, com música de influência indiana e persa, os turcos Yayla, e Al Caravan, com música do Magreb e Oriente, são esperados no dia 22.

No dia 23, seguem-se Oro, os portugueses Opaz, com influências gypsy, balcânicas e mediterrânicas, e os franceses Söni, com música medieval e tradicional da Bretanha.

No dia 24, são esperadas sonoridades medievais, com os portugueses Recanto, e folk, dos suecos Symbio.

Em 25, atuam a portuguesa Helena Madeira, com músicas tradicionais influenciadas por sonoridades de diversos países, os ingleses Chris Woods e os portugueses Magmell, levando ao festival música folk e tradicional de Portugal, mas também da Irlanda, Escócia e Suécia.

Sonoridades oriundas do tango e do flamenco são apresentadas pelos portugueses Alma Menor, no dia 26, em que atuam também os portugueses Albaluna, com músicas que resultam da fusão do rock, com ritmos medievais e da música do mundo, e Seiva, com folk de identidade portuguesa.

O festival recebe os portugueses They must be Crazy (27) e Carapaus Afrobeat (28), ambos inspirados pelo afrobeat e afrofunk.

Os concertos são este ano gratuitos e realizam-se entre as 19:00 e as 01:00.

Caracterizado como um festival de desportos de ondas, o Ocean Spirit traz este ano o campeonato europeu de surf e longboard Eurosurf (20 a 28 julho), com 15 seleções presentes.

No fim de semana de 20 e 21, decorrem o internacional de skimboard, com atletas de todo o mundo atrás do prémio de três mil euros, e o nacional de bodysurf.

Além da competição desportiva, os visitantes podem experimentar e até disputar modalidades, como kayaksurf, waveski, stand up paddle, ou participar em sessões de yoga, na chamada Aldeia Neptuno, em plena praia do Mirante.

As crianças têm ao dispor uma piscina para testarem diversos desportos de ondas, entre outras atividades.

O evento é financiado em 52% pelo Fundo Ambiental, sendo pelo terceiro ano aderente do “sê-lo verde”, por promover e adotar boas práticas ambientais.

O concelho de Torres Vedras localiza-se no distrito de Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.