Segundo o relatório, os consumidores do mercado de música compraram 100,3 milhões de álbuns físicos ou digitais nos primeiros seis meses do ano.

Mas três álbuns conseguiram atingir o topo das vendas com um milhão de cópias nesse período: o álbum "25", da britânica Adele; "Views", do rapper Drake, e o mais recente da norte-americana Beyoncé, "Lemonade".

O disco "25" de Adele está no topo, com 1,4 milhão de cópias vendidas ao longo do ano. "25", cujo single de sucesso é "Hello", foi lançado em 2015 e vendeu 8,86 milhões de cópias nos Estados Unidos, de acordo com Nielsen Music.

Comparativamente, no primeiro semestre de 2015 só um álbum vendeu mais de um milhão de cópias nesse período do ano: "1989", de Taylor Swift.

A música em streaming, por sua vez, continua a ganhar adeptos, com um crescimento de 58,7% sobre o ano anterior.

Um ponto de destaque para a venda de álbuns tradicionais tem sido o vinil, que aumentou 11,5% na primeira metade de 2016, apesar de o setor continuar a ser menor do que o dos discos e dos downloads.

O vinil conquista, normalmente, mais colecionadores e fãs de música do que pessoas que ouvem casualmente.

O álbum que ficou no topo das vendas de vinis foi "Blackstar", de David Bowie, lançado dois dias antes do ícone do rock experimental morrer, a 10 de janeiro.

"Blackstar" foi o oitavo álbum mais vendido no geral, em todos os formatos. Ainda no top 10, estão dois álbuns de Prince.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.