A terceira temporada de "Black Mirror" estreia este mês na Netflix e promete mais histórias de desconforto coletivo face ao mundo moderno, em particular relacionadas com a tecnologia. Como habitual, cada episódio, com cerca de uma hora de duração, tem o seu próprio mundo e personagens, não havendo continuidade entre as várias narrativas.

A nova temporada, a primeira produzida pelo serviço de streaming depois do arranque em 2011 no Channel 4, é composta por seis histórias mais uma vez desenvolvidas por Charlie Brooker: "Nosedive", "Playtest", "Shut up and Dance", "San Junipero", "Men Against Fire" e "Hated in the Nation" (por esta ordem). Cenários de guerra, thrillers virtuais, a investigação de um crime e uma viagem romântica aos anos 1980 estão entre os pontos de partida.

O elenco inclui nomes como Bryce Dallas Howard, Alice Eve, Kelly Macdonald, James Norton, Cherry Jones, Jerome Flynn ou Wyatt Russell. Na realização há mais colaborações vindas do cinema, casos de Joe Wright ("Expiação", "Hanna"), Dan Trachtenberg ("10 Cloverfield Lane"), James Watkins ("Eden Lake", "A Mulher de Negro") e Owen Harris ("Kill Your Friends"). Jacob Verbruggen ("House of Cards", "London Spy") e James Hawes ("Penny Dreadful", "Doctor Who") também assinam um capítulo cada. Michael Schur, criador de "Parks and Recreation", e a atriz Rashida Jones ficaram a cargo do argumento do episódio "Nosedive".

Apesar de a terceira temporada de "Black Mirror" ainda não ter estreado, a série já foi renovada para a quarta, anunciou a produtora Annabel Jones.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.