A mensagem a anunciar a morte inesperada de Chadwick Boseman aos 43 anos, por cancro de cólon, bateu o recorde de mais "gostos" na história do Twitter.

Publicada na conta oficial do ator às 19h11 de sexta-feira (hora de Los Angeles), a rede social reproduziu-a para coroar o recorde cerca de 21 horas mais tarde como um "tributo apropriado a um Rei" e a hashtag "Wakanda Forever" (uma referência ao reino africano fictício do filme da Marvel "Black Panther").

Numa altura em que o "tweet" tinha mais de 6,4 milhões de "gostos" e cerca de dois milhões de 'retweets", a rede social destacava em comunicado que "os fãs estão a juntar-se no Twitter para festejar a vida de Chadwick Boseman".

Ator Chadwick Boseman, o Pantera Negra dos filmes da Marvel, morreu aos 43 anos
Ator Chadwick Boseman, o Pantera Negra dos filmes da Marvel, morreu aos 43 anos
Ver artigo

A mensagem bateu a do antigo presidente dos EUA Barack Obama com uma citação de Nelson Mandela publicada a 12 de agosto de 2017, o dia do ataque de um carro à multidão que protestava contra o racismo na cidade de Charlottesville, que provocou uma vítima mortal: "Ninguém nasce a odiar outra pessoa pela cor de sua pele, pela sua origem ou pela sua religião."

À hora deste artigo, a última mensagem na rede social de Chadwick Boseman tem 7,4 milhões de "gostos" e 3,1 milhões de "retweets".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.