Rodrigo Leão e Convidados - Jardins da Torre de Belém - 6 de Julho

Os relvados da Torre de Belém foram o cenário eleito para, no passado dia 6, receber
Rodrigo Leão e os seus brilhantes convidados Beth Gibbons, Pedro Oliveira e Ângela Silva, numa amena noite de verão, que se revelou, surpreendentemente, intensa.

Acompanhadas pela exímia prestação da Orquestra Sinfonieta de Lisboa, as interpretações sublimes de "Lonely Carousel"? e "Show"? não desiludiram os fãs da efémera vocalista dos Portishead, que vibraram, não só com a sua voz hipnotizante, mas também com a sua grandiosa postura em palco.

O grande momento da noite foi, contudo, a entoação de "Sete Mares"? por Pedro Oliveira dos extintos Sétima Legião, momento esse a que o público reagiu com enorme entusiasmo e nostalgia. Afinal, não é todos os dias que se pode ouvir, ao vivo, aquela que é considerada uma das mais lendárias canções portuguesas de todos os tempos!

Xutos & Pontapés e Adiafa - Festival Colete Encarnado - 7 de Julho

No passado dia 7 de Julho, os Xutos e Pontapés subiram ao palco do Parque Urbano de Vila Franca de Xira, no âmbito da comemoração dos 75 anos da célebre festa do Colete Encarnado. As míticas "Homem do Leme"?, "Chuva Dissolvente"? e "Contentores"? não foram esquecidas em casa e animaram as hostes durante cerca de duas horas.

Os
Adiafa tocaram noutro palco localizado na Avenida Pedro Victor, no centro da cidade. Estas foram apenas duas das várias animações que decorreram nestes dias de festa, com vários palcos e vários géneros musicais para todas as idades!


Pat Metheny e Brad Mehldau - Aula Magna - 8 de Julho

Domingo, dia 8 de Julho, a Aula Magna de Lisboa lotou para receber a criatividade de
Brad Mehldau e o virtuosismo de
Pat Metheny. Um no piano, o outro na guitarra, contemplaram os presentes com um excepcional concerto em jeito de improviso.

Começaram em dueto, abraçando um jazz intimista, de registo morno. Todavia, a técnica soberba de Mehldau acabou por se intimidar perante o ecletismo e efervescência de Metheny, que, aproveitando-se de todo um arsenal de guitarras - que variou entre a acústica, a de dois braços, a tradicional eléctrica e a sintetizada - provou ser, indubitavelmente, um dos maiores guitarristas da história do jazz e da world music.


Steve Vai - Aula Magma - 10 de Julho

No ano em que comemora 25 anos de carreira, o nova-iorquino
Steve Vai presenteou os seus admiradores com um memorável concerto em Lisboa, numa Aula Magna que quase esgotou.

O hábil mestre da guitarra eléctrica, autor do clássico "Passion and Warfare"?, entre muitas outras músicas, foi o grande responsável por um repertório essencialmente instrumental, onde se destacaram, ao longo de duas horas de concerto, virtuosos solos de guitarra, surpreendentes truques musicais e humorísticos passos de dança.

O guitarrista esteve acompanhado de cinco músicos que compõem a sua banda na digressão europeia: aos instrumentos mais convencionais num concerto rock, como a guitarra de Dave Weiner, o baixo de Bryan Beller e a bateria de Jeremy Colson, juntaram-se os violinos de Ann Marie Calhoun e Alex DePue. "Steve, we love you!"?, gritava-se pela Aula Magna de Lisboa"¦

Fotografias por Pedro Mendonça - www.PedroFotos.com

Texto por Sara Novais



Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.