Os espetáculos, sempre às 22:00 e sob o nome de Noites F, começam hoje com o farense Diogo Piçarra, cujo mais recente disco, “South Side Boy”, é uma homenagem à claque do clube da cidade.

Na sexta-feira, é a vez de César Mourão subir ao palco, seguindo-se Os Quatro e Meia (dia 15), Aurea (dia 16), Moonspell (dia 20), D. A. M. A (dia 21), Herman José (dia 22), Pedro Abrunhosa (dia 23), Fernando Daniel (dia 27), Xutos & Pontapés (dia 28), Agir (dia 29) e The Black Mamba (dia 30).

Em setembro, os concertos arrancam com Sérgio Godinho (dia 3), para depois atuarem Carolina Deslandes & Jimmy P (dia 4), Luís de Matos (dia 5), António Zambujo (dia 6), Salvador Martinha (dia 10), Tiago Nacarato & Bárbara Tinoco (dia 11), Piruka (dia 12) e, a fechar, Miguel Araújo, no último dia do evento.

Em declarações à Lusa aquando do anúncio do cartaz, o vice-presidente da Câmara de Faro, Paulo Santos, adiantou que este formato alternativo vai apresentar um concerto por noite, ao ar livre, com uma lotação de 937 lugares sentados, a obrigatoriedade do uso de máscara e circulação condicionada durante os espetáculos.

“Isto não é o Festival F. O Festival F realizar-se-á no próximo ano no primeiro fim de semana de setembro. Este ano é um momento por noite, durante 20 noites”, sublinhou o também vereador da Cultura, acrescentando que os lugares são marcados e não haverá bares, como habitualmente.

O recinto abre às 20:00 e encerra às 00:00. Os bilhetes já estão à venda e os preços variam entre os 10 e os 20 euros. É obrigatória a compra de dois lugares juntos, estando apenas disponíveis bilhetes individuais para lugares isolados.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.