Os IPMA, que desde 2013 reúnem cerca de mil espectadores na cidade norte-americana de New Bedford para celebrar talentos portugueses, foram apresentados online na noite de domingo (madrugada de segunda-feira em Portugal), distinguindo os cantores Carlos Leitão, Cristóvam, Dan Tibério, Fátima Santos, Pedro Cruz, entre outros.

A apresentadora Sónia Araújo conduziu o espetáculo online, completando uma hora de música e entretenimento proporcionados por portugueses espalhados pelo mundo, em momentos filmados para substituir a cerimónia que tinha sido marcada para 25 de abril em New Bedford, data que foi cancelada devido à pandemia de COVID-19.

“A oitava edição decorreu como ninguém esperava […]. A disponibilidade de tão grandes nomes da nossa música vem confirmar que o IPMA é um evento de referência na diáspora”, disse a apresentadora.

As candidaturas para os prémios do próximo ano foram abertas durante o espetáculo virtual e decorrem até 30 de novembro, com a condição de que “as canções e vídeos enviados devem ter sido lançados entre 1 de dezembro de 2019 e 30 de novembro de 2020”.

O cantor e guitarrista açoriano Cristóvam conquistou os prémios para música pop e Canção do Ano, com o tema “Burning Memories”.

Kevin Antunes, diretor musical e teclista que trabalhou com cantores reconhecidos em todo o mundo, incluindo Madonna, apresentou o prémio de ‘world music’, cujo vencedor foi Dan Tibério, de França.

Carlão entregou o prémio de rap/hip-hop ao artista The Craft (Karl Amaral), que agradeceu o apoio às “comunidades do hip-hop e portuguesas”, a partir dos Estados Unidos.

A categoria musical ‘Dance’ foi apresentada por Miguel Ângelo e distinguiu o trabalho de Marcos Carnaval, Donny Marano e Paulo Jeveaux.

O realizador norte-americano Mitch Francis foi laureado pelo videoclip da canção “Psycho”, de Tyler & Ryan.

João Pedro Pais cantou pelo segundo ano consecutivo nos IPMA, seguido pelas intervenções de Mariza e Aurea na apresentação de prémios.

Carlos Leitão foi o premiado da categoria de fado, Pedro Cruz recebeu a distinção de música popular, enquanto Fátima Santos venceu na categoria tradicional.

O espetáculo teve momentos de comédia proporcionados por Helfimed e pelos The Portuguese Kids, seguindo com a entrega do prémio para a categoria instrumental ao acordeonista Nelson Conceição.

O grupo The Code conquistou o prémio de rock, apresentado pelo vocalista e baixista dos Xutos & Pontapés, Tim.

Bruno Correia foi a escolha do público desta edição.

Os IPMA 2020 receberam candidaturas da África do Sul, Brasil, Canadá, EUA, França, Malásia, Países Baixos e Portugal.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.